Seis elementos fundamentais para ter relacionamento afetivo bem-sucedido

Você quer aumentar a qualidade de seu relacionamento afetivo? O quanto você quer verdadeiramente? O que você mudaria em sua vida para ser feliz no relacionamento?

Se você disse SIM!!! eu quero mudar e ter um relacionamento bem-sucedido, o primeiro elemento se trata de Valores e Regras pessoais.

cronicas_amor

1- VALORES E REGRAS: Você conhece os valores e regras da pessoa com quem partilha um relacionamento? Se não conhece deve se preparar para a dor. Sem conhecer tais regras e valores fatalmente você irá viola-los.  Existe confronto de regras quando se vivem juntos. E, violar a regra do outro gera transtornos. Respeitar regras um do outro, ajuda a manter o clima estável.

2- EXPECTATIVAS: Entrar no relacionamento querendo alguma coisa.
Se deseja que a relação dure, entre para dar o melhor de si em vez de esperar  a outra pessoa preencher seus vazios que somente você é capaz de preencher.

3- PERCEPÇÃO: Para nutrir um relacionamento é necessário olhar, perceber os sinais emitidos pelo parceiro(a). Se há qualquer divergências, aja imediatamente para solucionar. Evite cometer os 4 “ERRES”: Resistência; Ressentimento; Rejeição e Repressão.

Estagio 1 – Resistência: ocorre quando há discordância, um desaprova ou se irrita com algo que a outra pessoa faz ou deixa de fazer. Por exemplo, lâmpada queimada, coisa corriqueira em um lar.

– Querido, a lâmpada do corredor está queimada – diz a esposa -,  você pode trocar?

– Sim. Vou trocar – responde o marido.

Passa um dia, dois dias, três… A lâmpada continua queimada. Mas… a esposa não poderia trocar a lâmpada? talvez sim. O ponto em questão são as regras. Pode ser que na regra dela quem deve trocar a lâmpada é o marido.

Neste caso, a esposa ficou irritada com o marido, mas não tocou mais no assunto. Ela resolveu de outra maneira. E aquela atitude dele gerou um passivo. Ela não disse mais nada, só que guardou ressentimento. O desafio neste estagio é a comunicação, sem falar o que sentiu a emoção vai evoluir.

Estagio 2- Ressentimento: é a consequência da resistência, a não ação vai fazer a emoção evoluir de irritado(a) para furioso(a). Uma barreira será erguida entre os dois. Destrói a intimidade. Sem comunicação não há transformação e parte para…

Estagio 3 – Rejeição: O ressentimento se acumulou e a estratégia é magoar a outra pessoa, ataca-la com linguagem verbal e não-verbal. A outra pessoa passa a ser percebida como irritante e inoportuna em todas as suas atitudes. Pode ocorrer separação emocional e física se nada for feito.

Estagio 4 Repressão: Sente entorpecido(a), evita sentir dor, assim como paixão e excitação. Fase perigosa do relacionamento, os dois se tornam colegas de quarto, não brigam, não se relacionam. Dois estranhos habitando o mesmo ambiente.

Como sair desse ciclo? Comunique-se de maneira clara e objetiva. Abra o coração. Conheça as regras do seu ou sua companheiro(a) e respeite-as. Escolha palavras suaves para falar de seus sentimentos. Em vez de se impor: “Não suporto…”, fale de preferencias: “Eu prefiro…”

4- PRIORIDADE: Os relacionamentos devem ser a maior prioridade em sua vida. Um projeto de vida. Cuidem-se! admirem um ao outro. Conversem mais. Divirtam-se!

5- FOCO:  Focalize no relacionamento que mais quer e saiba que você vai experimentar aquilo que focalizar. Torne o dia cada vez melhor, faça declarações positivas.

6- PACTO: Renove o pacto de amor, atração e admiração todos os dias. Pergunte-se: “ Como pude me tornar tão afortunado(a) por ter você em minha vida?” Reviva os momentos especiais, ancore-os e use-os como modelo de relacionamento harmonioso, feliz e de cumplicidade.

Tarefa:
1- Defina um tempo para falar com seu ou sua companheiro(a) e descubra o que é mais importante no relacionamento para cada um. Quais são os valores e regras? o que precisam fazer para atende-los?

2- Avalie e decida: É mais importante ser feliz ou estar certo(a)? Se desconfiar que é estar certo, que a ultima palavra tem de ser sua, procure mudar o padrão. Silencie e volte ao tema mais tarde quando puder dissolver o conflito.

3- Crie uma interrupção padrão de concordância de ambos para usarem em momentos de conflitos. Como se fosse uma piada particular, servindo de âncora.

4- Ao sentir resistência, use amortecedores em sua comunicação. Respire, faça pausas.

5- Planeje momentos a sós, saídas noturnas uma vez por semana, quinzenal ou mensal. Surpreenda um ao outro. Façam atividade românticas e divertidas. Beijos e abraços apaixonados todos os dias.

Não existe uma receita específica para ser feliz e sim uma decisão, uma escolha, pois a felicidade está dentro de cada um de nós. Seja feliz por você, preencha os vazios internos que somente você é capaz de preenche-los e permita-se viver plenamente a vida a dois, deixando de lado as expectativas de que a outra pessoa é responsável por sua felicidade.

Escolha ser feliz todos os dias!

Noscilene Santos, Master Coach, apresentadora e escritora.

Fonte: Desperte o seu gigante interior – Anthony Robbins

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s